Por que, para que e para quem trabalhar em rede?

21 de Janeiro de 2020 ← ver outras

As ouvidorias públicas têm um papel relevante na atuação de uma sociedade justa e democrática, uma vez que exercem a atribuição de representantes do povo na interlocução com o Estado. É por meio delas que diversos problemas são solucionados, ajustes em processos são efetivados e benefícios para a coletividade são gerados.


A ação das ouvidorias tem um pressuposto interessante: elas trabalham para atender a demanda de um cidadão que por algum motivo se sente incomodado ou satisfeito com ações dos órgãos ou entidades e utiliza este canal para registrar suas reclamações, sugestões, solicitações, denúncias e elogios. No entanto, o trabalho da Ouvidoria não cessa com o atendimento daquele cidadão. Os ouvidores logo se questionam: quantas pessoas estão sendo impactadas com esse “incômodo ou satisfação”? Então, cabe a esses profissionais persuadir os gestores para atender a demanda de forma coletiva.


Os cidadãos têm nas mãos um relevante canal para mudar o paradigma e as ações da gestão pública. Saber usá-lo é um diferencial para a sociedade. Diariamente são registradas inúmeras manifestações que, quando analisadas e tratadas dentro dos órgãos, revelam o rumo que a sociedade deseja alcançar. É neste momento que a administração passa a trabalhar com o foco do cidadão, percebendo que muitas ações eram pensadas de dentro para fora da gestão, o que nem sempre conseguia atingir a satisfação e o real interesse da coletividade. Diferentemente de quando a solução vem de fora sob a ótica daqueles que utilizam os serviços públicos.


O trabalho em Rede é um exemplo de parceria, continuidade e prosperidade. A Ouvidoria-Geral do Estado de Pernambuco (OGE), atualmente vinculada à Secretaria da Controladoria Geral do Estado (SCGE), reafirma a parceria estabelecida entre os órgãos do Poder Executivo Estadual e conta, atualmente, com 62 ouvidorias, demonstrando o ganho real do trabalho em equipe. Vários convênios de cooperação técnica foram firmados com órgãos de outros poderes e entes sempre na busca de atender a demanda do cidadão com mais agilidade e eficiência.


Nos últimos anos, a OGE, vem coordenando uma parceria com as ouvidorias do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), formando a Rede Pernambucana de Ouvidorias Públicas e Afins – Rede Ouvir PE. Essa união nos proporciona uma atuação de forma integrada, em busca da interiorização conjunta das ações de ouvidorias e do fortalecimento do controle social de forma democrática.


A Rede visa atingir a cooperação mútua e a articulação de esforços na integração de processos e sistemas agilizando, assim, o compartilhamento de manifestações registradas pelos cidadãos e a agilidade na solução, além de apoiar os municípios na construção efetiva de suas ouvidorias.


Todos os municípios e órgãos públicos de Pernambuco, além das associações da sociedade civil serão convidados a integrar a Rede, com a finalidade de participar e contribuir para o avanço da qualidade de vida, da melhoria dos serviços públicos prestados e, consequentemente, uma gestão mais participativa.


Zélia Correia

Diretora da Ouvidoria-Geral do Estado (OGE/SCGE)

 

Fonte:

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE)
E-mail: comunicacao.scge@cge.pe.gov.br
Fone: (81) 3183.0941 / 99644.2028

 

 



Auditoria interna em campanha

Sim, estimado leitor...é mais um texto sobre nosso momento Covid-19 (Novo Corona Vírus). É o assunto do momento, que nos leva a reflexões, que podem orientar...

saiba mais

Ouvidoria pública, protetora de direitos

Neste dia 16 de março os ouvidores e profissionais de ombudsman de todo o Brasil são lembrados, graças à comemoração do Dia do Ouvidor, cuja data foi institu...

saiba mais

nos acompanhe nas redes sociais

Receba nossas novidades por e-mail.

CONACI - Conselho Nacional de Controle Interno - Todos os direitos reservados- 2018