IA-CM

 

O QUE É O IA-CM?

O Modelo de Capacidade de Auditoria Interna (IA-CM) para o setor público (Internal Audit Capability Model for the Public Sector), desenvolvido em 2009 pelo Instituto dos Auditores Internos (IIA) com apoio do Banco Mundial, atualizado posteriormente em 2017, é um framework internacionalmente reconhecido que identifica os fundamentos necessários para uma auditoria interna efetiva, de modo a atender às necessidades da administração da organização e às expectativas profissionais da função. É um modelo universal baseado em práticas líderes que podem ser aplicadas globalmente. O IA-CM se presta a ser uma ferramenta estratégica, uma estrutura para auto avaliação e avaliações externas e um roteiro para melhoria e desenvolvimento ordenados. 

 

O modelo está estruturado em uma matriz, denominada, Matriz de 1 Página, contendo 5 níveis de maturidade , 6 elementos de auditoria e 41 macroprocessos (KPA - key process areas) vinculados a esses níveis e elementos. Cada macroprocesso possui um objetivo específico e identifica as atividades essenciais que devem ser colocadas em prática e sustentadas. Para alcançar um nível de maturidade é necessário que todos os macroprocessos do mesmo nível estejam implementados (institucionalizados), o que representa estar na cultura da unidade de auditoria interna. (Clique aqui para conhecer a Matriz de 1 página)*

 

O IA-CM é atualmente a ferramenta estratégica nacional recomendada aos membros do CONACI, com o objetivo de fortalecer a atividade de auditoria interna governamental no Brasil, mediante a Parceria instituída desde 2014 entre o Conaci e o Banco Mundial (World Bank).

 

*Fonte: Institituto dos Auditores Internos - IIA (traduzido)

 

PARCERIA CONACI - BANCO MUNDIAL

O Conaci, em 2014, firmou parceria com o Banco Mundial para o fortalecimento do sistema de controle interno no Brasil, em especial a função de auditoria interna governamental. O Banco Mundial tem como um de seus objetivos apoiar o crescimento econômico dos países, sendo a atividade de auditoria interna um dos meios de contribuição para a melhoria econômica.

 

Em 2015, para identificar as ações necessárias para esse processo de fortalecimento foram criados grupos de trabalho e uma das atividades concretizadas foi a realização de um piloto de autoavaliação com base na metodologia IA-CM de três Controladorias-Gerais de Estado e, posterior, validação independente por consultor do Banco Mundial. Ainda em 2015, outros órgãos membros do Conaci responsáveis pela função de auditoria manifestaram seu interesse na realização da auto avaliação, recebendo, posteriormente, alguns desses órgãos, a validação independente do Banco Mundial.

 

Em 2016, no âmbito da parceria, o Banco Mundial promoveu visita à Croácia e à Bulgária para os membros dos grupos de trabalho, para que pudessem conhecer o sistema de controle interno europeu (PIC – Public Internal Control) e o funcionamento da auditoria interna desses países da União Europeia. Decorrente de tratativas em 2017 apoiadas pelo Banco Mundial, no ano de 2018, ocorreu visita de delegação do Conaci à República da Indonésia, com o intuito de realizar intercâmbio técnico sobre o IA-CM, já que à época a atividade de auditoria interna deste país buscava alcançar o Nível 3 do modelo IA-CM.

 

Com o intuito de intensificar a disseminação do modelo, em 2019 o Conaci aprovou Resolução nº 6/2019 recomendando o IA-CM como referencial metodológico e promoveu em Brasília, na sede do Banco Mundial, capacitação de alinhamento sobre a metodologia para representantes de mais de 20 órgãos centrais de controle interno do Brasil. A partir desse treinamento, houve a seleção de  5 controladorias para implementarem o modelo, promoverem sua autoavaliação e receberem validação do Banco Mundial, por meio de representantes das Controladorias-Gerais que já adotam o IA-CM como referencial estratégico.

 

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA SERPRO, CGDF, CGU e CONACI

 

Ainda em 2018 , a Controladoria-Geral da União (CGU), Controladoria-Geral do Distrito Federal  e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) firmaram o Acordo de Cooperação Técnica nº 474/2018, visando integração e troca de experiências relativas ao IA-CM, que resultou na elaboração de ferramenta padronizada para autoavaliação com base no modelo e de roteiro com maior detalhamento e exemplificações sobre o IA-CM. O CONACI aderiu à Cooperação em 2019, possibilitando a participação dos demais membros do Conselho.

Para ter acesso, ao relatório final do Acordo de Cooperação Ténica, clique aqui.

No site da Controladoria-Geral da União, é possível ter acesso à planilha de avaliação do IA-CM e ao roteiro para avaliação*,  desenvolvidos no âmbito da parceria firmada, além de outros modelos e orientações.

Para acessá-los, clique aqui.

 

*Produzidos a partir do documento IA-CM Assessment Tool disponibilizado pelo IIA no endereço: www.theiia.org/ia-cm 

 

FÓRUM DE DISCUSSÃO IA-CM

Fruto do Acordo anteriormente citado, foi lançado em maio de 2020, o Fórum de Discussão do IA-CM.

O Fórum é um ambiente de discussão, colaborativo e aberto que dissemina boas práticas e promove debates sobre o modelo IA-CM no setor público brasileiro. Conheça, participe! 

 

Para acessá-lo, clique aqui.

 

Links Úteis

 

 

nos acompanhe nas redes sociais

Receba nossas novidades por e-mail.

CONACI - Conselho Nacional de Controle Interno - Todos os direitos reservados- 2018

Fator Digital - www.fatordigital.com.br