Minas Gerais: Controladoria e Seplag promovem treinamento sobre Lei Anticorrupção

27 de Agosto de 2015 ← ver outras

Mais de 500 servidores do Estado de Minas Gerais participam, nos dias 25 e 26 de agosto, do curso “Responsabilização de Pessoas Jurídicas”, oferecido pela Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG) em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Ao dar início ao evento, a subsecretária de Gestão de Pessoas, Warlene Salum, ressaltou a importância do compartilhamento de capacitações entre os órgãos.

O controlador-geral, Mário Spinelli, abriu o ciclo de palestras falando sobre a Lei 12.846/2013, conhecida como Lei Anticorrupção, que responsabiliza administrativa e civilmente pessoas jurídicas pela prática de atos contra a administração pública, com aplicação de multas de até 20% sobre o faturamento da empresa envolvida. “Não iremos reduzir a corrupção no Brasil se não houver o engajamento do setor privado, se não houver o fortalecimento das instituições”, destacou Spinelli.

Ele observou que os países que mais avançaram no combate a esse crime são os que deram ao Estado capacidade de responsabilizar e penalizar adequadamente corruptos e corruptores. “É um erro muito comum achar que a corrupção decorre, exclusivamente, de questões culturais. A corrupção, antes de mais nada, é um crime, é um ato de natureza racional. É uma equação de custo-benefício, se valer a pena, vira-se corrupto”, acrescentou.

Na parte da tarde, o assessor especial do Gabinete da Controladoria, Márcio Almeida do Amaral, e o assessor jurídico João Paulo Chaves Moscardini falaram sobre contratações e sobre o Cadastro de Fornecedores Impedidos de Licitar e Contratar com a Administração Pública, instrumento de que se vale o Estado para impedir que fornecedores inidôneos venham licitar e contratar com os seus órgãos e entidades.

No dia 26, os participantes assistiram a palestras sobre procedimento administrativo de responsabilização, com o assessor especial do Gabinete, Márcio Almeida do Amaral; e sobre medidas de integridade, dentre outros temas referentes à Lei Anticorrupção, com os representantes da Controladoria-Geral da União, Antônio Carlos Vasconcellos Nóbrega e Tatiana Petry.

Lei regulamentada

Em 24 de junho, o governador Fernando Pimentel assinou decreto (Nº 46.782) que regulamenta a Lei Anticorrupção. Pela nova norma, empresas comprovadamente envolvidas em atos ilícitos contra a administração pública direta e indireta podem ser responsabilizadas civil e administrativamente. Conforme o decreto estadual, a condução dos processos será de competência exclusiva da Controladoria-Geral do Estado.

O decreto mineiro também prevê a publicação imediata à instauração do processo administrativo do nome e do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) das empresas investigadas por irregularidades. A medida reforça um dos pilares da nova gestão do Governo de Minas, de aumentar a transparência e o controle social.

——————————————

Informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação da CGE-MG

Telefone: (31) 3915-8956

E-mail: ascom@controladoriageral.mg.gov.br

Site: www.controladoriageral.mg.gov.br



Rede Ouvir PE publica regimento interno

Em consonância com as disposições contidas no Protocolo de Intenções n° 01/2019, a Rede Pernambucana de Ouvidorias Públicas e Afins (Rede Ouvir PE) publicou...

saiba mais

CGE/MG lança novo Sistema de Auditoria que alavancará os resultados

Na última sexta-feira (09/04), a Controladoria-Geral do Estado de Minas Gerais lançou novo sistema de auditoria, o e-Aud, que permitirá melhor interface com...

saiba mais

nos acompanhe nas redes sociais

Receba nossas novidades por e-mail.

CONACI - Conselho Nacional de Controle Interno - Todos os direitos reservados- 2018