CGU e CGE-PR falam sobre os projetos Alice e Harpia no XVI Encontro Nacional

10 de Setembro de 2020 ← ver outras

A importância da tecnologia para a administração pública como forma de combate à corrupção foi um dos fatores tratados pelos participantes do painel. 

 

Hoje, 10, o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) promoveu, em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU), o segundo dia de debates do XVI Encontro Nacional de Controle Interno. O evento contou ainda com o apoio da Controladoria-Geral do município de Belo Horizonte. O tema de hoje foi a “Auditoria Preventiva em Licitações: Alcance de Resultados com Uso de Algoritmos e Blockchain”. Os debatedores foram o coordenador-geral de Auditoria de Tecnologia de Informação da Controladoria-Geral da União (CGU), André Luiz Monteiro, e o controlador-geral do Estado do Paraná, Raul Siqueira. Além disso, a secretária da Controladoria, Ouvidoria e Transparência do Município de Fortaleza, Luciana Lobo, mediou a conversa.  

 

A mediadora, Luciana Lobo, iniciou o debate falando um pouco sobre a história da introdução da tecnologia na administração pública e sobre a importância de sua utilização como instrumento de auditoria e melhoria da governança. Além disso, apresentou as tecnologias da CGU e da CGE-PR que contribuem para a Auditoria Preventiva, o sistema Alice e o projeto Harpia, respectivamente.  

 

“O sistema Alice é um sistema desenvolvido pela Controladoria-Geral da União, que atua especialmente dentro daqueles editais que envolvem recursos da União, captando dados diretamente do sistema Comprasnet. Enquanto o Harpia é uma iniciativa da Controladoria-Geral do estado do Paraná, um projeto em construção que, no futuro, pode ser disseminado e disponibilizado para outros entes”, explicou Luciana mais ao final do debate. 

 

André explicou para os participantes como funciona o sistema Alice, que veio do acrônimo de Analisador de Licitações e Editais. No sistema são utilizados algoritmos autônomos que acessam o Sistema Comprasnet, baixam os editais e anexos, separando-os e classificando-os por temas, e, então, os textos são analisados em palavras-chaves. Dessa forma, é uma facilidade muito grande para o trabalho do auditor, que também é indispensável no processo. Segundo o coordenador, o conhecimento do auditor é necessário para avaliar os falsos positivos.  

 

André Luiz também respondeu às perguntas dos participantes e ressaltou que é possível haver uma parceria para o compartilhamento desse sistema da CGU com outras controladorias, mas explicou que o sistema foi construído apenas para a captura de dados do Comprasnet:“ele [o Alice] só atua no poder executivo federal, no caso nas licitações feitas pelo Comprasnet, a ideia nossa é ampliar esse aspecto do Alice para outras licitações”. 

 

Outro projeto que contribui com a Auditoria preventiva é o da CGE-PR. O projeto Harpia, cujo nome vem da ave símbolo do Estado do Paraná. Uma das principais ferramentas do Harpia é o blockchain, que determina protocolos de segurança marcando todo o processo de contratação de serviços ou aquisição de bens. 

 

Segundo Raul, o Harpia vai contribuir para a transparência absoluta das licitações “porque através desse sistema a gente traria todo o procedimento licitatório capitaneado dentro dessa tecnologia, dentro dessa ferramenta”. Além disso, como ele mesmo explica “é impossível um auditor controlar um estado inteiro” e completa que “a gente precisa se subsidiar da inovação e das ações de tecnologia para otimizar o processo”. 

 

Para mais informações sobre a ferramenta Alice, favor encaminhar e-mail para sfc.cgati@cgu.gov.br. Atenção! Se deseja receber alertas do Sistema, ressaltamos que apenas e-mails oficiais das auditorias internas do próprio órgão poderão ser cadastrados e somente para unidades que operacionalizam suas compras pelo Comprasnet. 

 

Apresentações: 

SISTEMA ALICE

PROJETO HARPIA

Assista ao debate na íntegra AQUI

 

Próximos debates 

 

O debate de hoje foi só o segundo dentre os seis programadas para o XVI Encontro Nacional de Controle Interno. Ainda temos mais quatro encontros e, por isso, não se esqueça de se inscrever em nosso canal do YouTube: youtube.com/conaciorg e ativar as notificações.  

 

IMPORTANTE: o link para fazer inscrição e ser certificado no evento é disponibilizado na descrição do vídeo durante a live, fique atento e faça a sua inscrição. 

 

Confira os temas que ainda te esperam: 

 

Dia 15/09  

3) Consultoria no âmbito da Atividade de Auditoria Interna Governamental  

Convidados:  

Rossana Guerra – gerente de Controle Interno do Tribunal de Justiça da Paraíba   

Sidney Cardoso Vanderley - coordenador-geral de Auditoria das Áreas de Justiça e Segurança Pública (CGU)  

Moderadora: Regina Santos – controladora-geral do Município de João Pessoa/PB  

  

Dia 17/09  

4) Exigência de Programas de Integridade em Contratações: Aspectos Jurídicos, Análise de Impacto Regulatório e Experiências  

Convidados:  

Pedro Ruske – diretor de Promoção da Integridade (CGU)  (a ser confirmado)  

Joyce Chagas de Oliveira – subcontroladora de Governança e Compliance da CGDF  

Moderador: Bernardo Barbosa - advogado e consultor   

  

Dia: 22/09  

5) Construção de um modelo de capacidade para as corregedorias   

Convidado:  

Gilberto Waller – corregedor-geral da União (CGU)  

Moderador: Daniel Avelar - subcontrolador de correição da Controladoria-Geral do Município de Belo Horizonte (CTGM/BH)   

  

Dia: 24/09  

6) Gerenciamento de Pessoas na Auditoria Interna: os Papéis da Liderança e da Motivação na Escalada de Capacidades  

Convidados:  

Paulo Grazziotin - Secretário de Controle Interno do Ministério da Defesa  

Dheymia Lima – Auditora do Banco da Amazônia e Líder “Somos Auditores”   

Moderador: Marcus Braga – Auditor Federal de finanças e controle 



Rede Ouvir PE e Amupe discutem realização de diagnóstico sobre ouvidorias municipais

Um diagnóstico com o objetivo de identificar a realidade das ouvidorias municipais de Pernambuco começará a ser realizado na próxima semana. A partir desse...

saiba mais

CGE busca aprimorar o processo de monitoramento de providências

A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) está reunindo, por videoconferência, os servidores que atuam nas Unidades Setoriais de Controle Interno (Unisecis)...

saiba mais

nos acompanhe nas redes sociais

Receba nossas novidades por e-mail.

CONACI - Conselho Nacional de Controle Interno - Todos os direitos reservados- 2018