Representantes da CGU e da CGE-MG debatem sobre Auditoria na abertura do XVI Encontro Nacional

08 de Setembro de 2020 ← ver outras

O ciclo de debates sobre Controle Interno começou hoje, 08, ao vivo no canal do YouTube do Conaci, falando sobre os desafios das unidades de auditoria interna, nas temáticas relacionadas a auditoria financeira e avaliação de políticas públicas. 

 

Hoje, 08, foi primeiro dia de debate do XVI Encontro Nacional de Controle Interno promovido pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e pela Controladoria-Geral da União (CGU). O tema “Desafios das Unidades de Auditoria: Auditoria Financeira e Auditoria de Avaliação de Políticas Públicas” foi discutido pelo secretário Federal de Controle Interno da CGU, Antônio Leonel, e pelo controlador-geral do Estado de Minas Gerais (CGE/MG), Rodrigo Fontenelle. Além disso, o presidente do Conaci, Leonardo Ferraz, foi o moderador do painel. 

 

O presidente iniciou o debate contextualizando o tema ao falar sobre as transformações de ocorridas na Administração Pública, principalmente dos novos arranjos internos, da relação público/privado e de novos temas que emergiram como a questão da governança, do gerenciamento de riscos e dos impactos regulatórios. Segundo Ferraz, nesse contexto no qual “Vivemos um descompasso entre as entregas e os resultados das ações governamentais em face das demandas da sociedade”, que se traduz em um crise confiança nas instituições, é que surge a necessidade de um realinhamento da atuação das unidades de auditoria, seja incorporando essas novas premissas, seja fazendo uma releitura das antigas. 

 

Leonel revisou o contexto histórico brasileiro e internacional sobre as especificidades da avaliação de políticas públicas, que comporta múltiplas variáveis como a situação econômica e a agenda política, que exige uma atuação integrada do controle em parceria com as unidades executoras, seja na formulação da política, seja na aferição dos seus resultados.  

 

No que tange às auditorias financeiras, reforçou a possibilidade de serem realizadas pelas unidades de auditoria interna, sem deixar de demostrar sua preocupação com a questão da certificação das demonstrações contábeis, que em sua opinião é atribuição de auditores independentes, ponto reforçado pelo Controlador-Geral do Estado de Minas Gerais, Rodrigo Fontenelle. Na sequência, reforçou a diferença de maturidade das unidades subnacionais em relação à CGU, no que tange à avaliação de políticas públicas e pontuou que o Estado de Minas Gerais, considerando o referencial teórico  da CGU, está iniciando um conjunto de auditorias nessa área, salientando a importância da capacitação para o atingimento dos objetivos. Ao final, foi realizada uma roda de perguntas e respostas com os debatedores. 

 

Confira o debate completo: https://www.youtube.com/watch?v=r3_vV8jJv3c

 

Na próxima quinta-feira, 10, acontece o próximo debate intitulado "Auditoria Preventiva em Licitações: Alcande de Resultados com o Uso de Algoritmos e Blockchain". Inscreva-se em nosso canal e ative as notificações para não perder!

www.youtube.com/conaciorg



Rede Ouvir PE e Amupe discutem realização de diagnóstico sobre ouvidorias municipais

Um diagnóstico com o objetivo de identificar a realidade das ouvidorias municipais de Pernambuco começará a ser realizado na próxima semana. A partir desse...

saiba mais

CGE busca aprimorar o processo de monitoramento de providências

A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) está reunindo, por videoconferência, os servidores que atuam nas Unidades Setoriais de Controle Interno (Unisecis)...

saiba mais

nos acompanhe nas redes sociais

Receba nossas novidades por e-mail.

CONACI - Conselho Nacional de Controle Interno - Todos os direitos reservados- 2018